sábado, 21 outubro 2017
Últimas Notícias

CAMPANHA DE VACINAÇÃO CONTRA H1N1 COMEÇA SÁBADO (31) EM ESTÂNCIA

A Prefeitura Municipal de Estância através da Secretaria Municipal de Saúde, inicia a Campanha de Vacinação contra a gripe H1N1 com o Dia D – Dia da mobilização contra gripe, no próximo Sábado, 30 de abril, até o dia 20 de maio de 2016, seguindo portanto, o calendário oficial do Ministério da Saúde. No dia 30 (Sábado), a campanha será realizada somente nas unidades de saúde Clóvis Franco (SESP), no centro, e Leonor Franco, localizada no bairro Cidade Nova, das 08h00 às 16h00.




A partir de segunda, (01 de maio), os locais de vacinação serão em todos os postos de saúde, e na zona rural, que funcionarão das 07h00 às 12h00 e das 13h00 às 16h00 de segunda a sexta, sendo que na sexta feira o horário é de 07 às 13h00. Para se vacinar é preciso levar a carteira de identidade e cartão de vacinação. No caso de portador de doença crônica, é necessário levar um documento que comprove a doença.

A campanha contra a H1N1, deve imunizar crianças de 6 meses a menores de 5 anos, gestantes em qualquer Idade gestacional, puérperas até 45 dias após o parto, indivíduos com 60 anos ou mais de idade, trabalhadores de saúde, portadores de doenças crônicas a partir de 9 anos.

Doença Respiratória Crônica: Asma em uso de corticóide inalatório ou sistêmico (Moderada ou Grave); DPOC; Bronquiectasia; Fibrose Cística, doenças Intersticiais do pulmão, displasia broncopulmonar; hipertensão arterial pulmonar, crianças com doença pulmonar crônica da prematuridade.

Doença Cardíaca Crônica: Doença cardíaca congênita, hipertensão arterial sistêmica com comorbidade, doença cardíaca isquêmica, insuficiência cardíaca, doença renal crônica: Doença renal nos estágios 3,4 e 5, síndrome nefrótica, paciente em diálise, doença Hepática crônica: Atresia biliar, hepatites crônicas, cirrose.

Doença Neurológica Crônica: Condições em que a função respiratória pode estar comprometida pela doença neurológica, considerar as necessidades clínicas individuais dos pacientes incluindo: AVC, Indivíduos com paralisia cerebral, esclerose múltipla, e condições similares, doenças hereditárias e degenerativas do sistema nervoso ou muscular, deficiência neurológica grave.

Diabetes: Diabetes Mellitus tipo I e tipo II em uso de medicamentos, Obesos: Obesidade grau III, imunossupressão: Imunodeficiência congênita ou adquirida, imunossupressão por doenças ou medicamentos, Transplantados: Órgãos sólidos, medula óssea, trissomias: síndrome de down, síndrome de klinefelter, sídrome de wakany.

A meta do Ministério da Saúde é vacinar, pelo menos, 80% da população considerada de risco, ou seja, crianças de seis meses até cinco anos, idosos com 60 anos ou mais, trabalhadores da área de saúde, povos indígenas, gestantes, puérperas com até 45 dias após o parto, detentos e funcionários do sistema prisional.

O objetivo da campanha é reduzir a morbimortalidade e as internações causadas pela influenza, o vírus causador da gripe. A vacinação é contra indicada a pessoas alérgicas a ovo de galinha e derivados, assim como a qualquer componente da vacina. Além disso, quem não reagiu bem a doses anteriores também deve evitar a nova aplicação.

Os sintomas da gripe H1N1 ou Influenza B tem como sintomas febre alta e súbita, tosse, dor de garganta, dor no corpo, dor nas articulações e dor de cabeça. No caso do H1N1, um sintoma que chama a atenção é a falta de ar e o cansaço excessivo. É importante distinguir a gripe do resfriado comum, que é muito mais leve, com sintomas menos graves como coriza, mal estar, dor de cabeça e febre baixa.

Lavar as mãos com frequência e manter os ambientes ventilados continuam sendo medidas de prevenção importantes contra qualquer tipo de gripe.

Fonte: Prefeitura de Estância/Ascom Saúde

guanabara meio

Além disso, verifique

Multas de trânsito poderão ser pagas em parcelas

O Conselho Nacional de Trânsito (Contran) publicou nessa quarta-feira (18), a resolução que altera a ...

Facebook Twitter Google+ linkedin email Outras Redes